ReFlex é um smartphone que está sendo desenvolvido para dobrar, e ao invés de se tornar inutilizável, ou até mesmo explodir em suas mãos, ele dá utilidade aos movimentos de flexão realizados.

Depois do anúncio das incríveis telas flexíveis pela LG durante a CES deste ano, cientistas da Queen’s University’s criaram o primeiro smartphone do mundo com uma tela flexível, colorida, Full HD e wireless, capaz de combinar o multi-touch com sensores de flexão. Isso significa que o aparelho responde aos movimentos gerados, e, além de ser muito legal, essa combinação de sensores permite inúmeras formas de interação entre aparelho e usuário.

“Isso representa uma forma completamente diferente de interação física com smartphones flexíveis” diz Roel Vertegaal, diretor do Human Media Lab na Queen’s University.

“Quando os usuários jogam Andgy Birds com o ReFlex, eles dobram a tela para esticar a o estilingue. A medida que a borracha estica, os usuários sentem vibrações que simulam um estilingue de verdade.”

iontzrflpyidtiuxg7mx

O hardware do gadget não é flexível, ele usa uma arquitetura de um smartphone Android comum, porém apenas ao lado da tela, monstrando-se um tanto vulnerável, lembrando então que se trata apenas um protótipo.

Para que o aparelho seja capaz de medir a quantidade de tensão que está sendo realizada pelo usuário, o ReFlex utiliza um sensor que recebe mais de 4000 pontos de dados que podem ser utilizados para folhear quadrinhos por exemplo.

“Nós começamos a trabalhar com interfaces em displays flexíveis há 12 anos com o nosso primeiro protótipo PaperWindows” disse Roel em um email para o Mashable. “Nós colocamos a primeira ideia de smatphone flexível no mercado há cinco anos atrás, o PaperPhone.”

E eles não tem planos de parar.

Planejam colocar o projeto no mercado nos próximos três à cinco anos, ou mais. Já com design todo remodelado especificamente para suas funcionalidades flexíveis.

Os cientistas ressaltaram que seus objetivos não são substituir a função tátil já presente nos gadgets atuais, mas sim complementar.