Em uma coletiva de imprensa durante a CES 2017, a ASUS anunciou dois novos aparelhos, um deles é o Zenfone AR, que como o próprio nome já diz é voltado para realidade aumentada.

O aparelho é o segundo a fazer parte do Tango, uma tecnologia de visão computacional projetada pela Google que permite criar experiências em realidade aumentada, como medição de objetos, mapeamento 3D e outras formas de interação com o mundo real. Isso é possível devido à uma grande quantidade de sensores capazes de analisar e processar o ambiente ao redor de maneira extremamente rápida.

Image: Android Authority

Image: Android Authority

Estes sensores incluem uma espécie de emissor infravermelho de radar e câmera infravermelha, que capta a luz refletida enquanto uma câmera grande angular acrescenta pistas visuais sobre a localização do contexto.

E o AR não se faz apenas para a realidade aumentada, mas também virtual. O aparelho já sai de fábrica equipado com o Android 7.0 Nougat, e com isso possui o suporte para o Daydream, plataforma da Google que reúne apps e games de VR.

Ao possuir todas essas funcionalidades e conjunto de sensores capazes de criar a experiência em tempo real, se faz necessário um hardware que suporte todo esse processamento. Por isso o Zenfone AR é o primeiro smartphone do mundo à vir equipado com 8GB de memória RAM. Além disso, traz um Snapdragon 821, tela de 5,7″ Quad-HD, um sistema de três câmeras, onde a principal possui 23MP e também versões de armazenamento interno de 32 GB, 64 GB, 128 GB ou 256 GB (com entrada para microSD de até 2 TB).

zenfone-ar-zs571_front-and-back-1

O AR será lançado no segundo trimestre e o seu preço ainda não foi revelado.